(IN)DIZER

Meu livro a céu aberto.

"O indizer é o que me escapa pela via do gesto, do ruído,é o sem rumo,o sem alvo, o sem pretensão"

 

(28/11/20 3:45am)

Essa frase ao lado é fruto de um dos meus devaneios noturnos. Ela surgiu no meio da madrugada, dessas que a cabeça está a mil e, por mais que se esforce, você não consegue colocar tudo em ordem. 

No momento em que me reencontrei com a palavra indizer, tempos depois, ao ler meu diário, fui invadida por uma deliciosa sensação de potência: percebi que ali, naquele espaço, havia muito a ser explorado e preenchido. 

Comecei a perceber também, que na minha vida, haviam muitos momentos em que eu era paralisada e também movida por esse indizer

O verbo indizer não existe no nosso dicionário formal, mas, como eu disse acredito no seu potencial de construção. 

Eis meu convite a você leitor: vamos, juntos, construir e entender o que é esse tal de indizer?

Textura de granito

quem sou eu?

JULIA
ALVES

Psicanalista em formação

Sou curiosa, por isso sempre tenho uma pergunta. 

Para toda pergunta minha, arrumo um jeitinho de responder. Tenho sido parceira da poesia da vida e amante da filosofia. 

Clica e vem descobrir.

blog 

& últimos posts

Textura de grunge

AGENDE SUA CONSULTA COMIGO

Atendo a partir da teoria psicanalítica.Trabalho com preços sociais e negociáveis! Venha conhecer meu trabalho!

© 2021 por Julia Alves.

Todos direitos reservados